SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Crise Convulsiva

Chame o socorro pelo 192 ou 193


PRIMEIROS SOCORROS


Tentar evitar que a vítima caia desamparadamente, cuidando para que a cabeça não sofra traumatismo e procurando deitá-la no chão com cuidado, acomodando-a.

Retirar da boca próteses dentárias móveis (pontes, dentaduras) e eventuais detritos.

Remover qualquer objeto com que a vítima possa se machucar e afastá-la de locais e ambientes potencialmente perigosos, como por exemplo: escadas, portas de vidro, janelas, fogo, eletricidade, máquinas em funcionamento.

Não interferir nos movimentos convulsivos, mas assegurar-se que a vítima não está se machucando.

Afrouxar as roupas da vítima no pescoço e cintura.

Virar o rosto da vítima para o lado, evitando assim a asfixia por vômitos ou secreções.

Não colocar nenhum objeto rígido entre os dentes da vítima.

Tentar introduzir um pano ou lenço enrolado entre os dentes para evitar mordedura da língua .

Não jogar água fria no rosto da vítima.

Quando passar a convulsão, manter a vítima deitada até que ela tenha plena consciência e autocontrole.

 

Devemos fazer uma inspeção no estado geral da vítima, a fim de verificar se ela está ferida e sangrando. Conforme o resultado desta inspeção, devemos proceder no sentido de tratar das conseqüências do ataque convulsivo, cuidando dos ferimentos e contusões.

 

É conduta de socorro bem prestado permanecer junto à vítima, até que ela se recupere totalmente. Devemos conversar com a vítima, demonstrando atenção e cuidado com o caso, e informá-la onde está e com quem está, para dar-lhe segurança e tranqüilidade. Pode ser muito útil saber da vítima se ela é epiléptica.

 

Fonte: Ministerio da saúde, Fiocruz

VÍDEOS INFORMATIVOS


VíDEO | PRIMEIROS SOCORROS | Médico do Samu orienta como proceder em quadros de crise convulsiva. Assista ao vídeo.